Escrito por:

#Gibiteca | 14/09/2022


Biblioteca Pública do Estado realiza 2ªFeira Gráfica de Quadrinhos

Uma ótima notícia para os fãs e profissionais de fanzines e revistas em quadrinhos. Nos
dias 24 e 25 setembro, das 13h às 19h, a Biblioteca Pública do Estado (BPE) – instituição da
Secretaria da Cultura (Sedac) – promove a 2ª Feira Gibizeira, com exposição, oficinas, bate-
papos e venda de HQs.

O evento é resultado do sucesso da primeira edição da Gibizeira que ocorreu nos dias 14
e 15 de maio e lotou os salões da BPE.

Devido à alta procura, essa edição ampliou o número de mesas para expositores, de 24
vagas passará a oferecer 46 espaços de mostra e venda em stands de algumas editoras. A
curadoria é de Guilherme “Smee” Miorando, pesquisador dos quadrinhos e incentivador da
Gibiteca.

Além disso, a Gibiteca BPE estará distribuindo gratuitamente para o público, uma
publicação especial sobre o evento, com tiragem limitada, enquanto durar o estoque.

Como destaque da programação, a Feira apresenta Gustavo Borges, quadrinista
premiado, com trabalhos nacionais e internacionais.

Para participar das oficinas, o público deve se inscrever no e-mail
agendamento.bpe@gmail.com. Serão disponibilizadas 10 vagas para cada oficina. Os painéis
têm duração de 1h30min e, as oficinas, de 1h a 3h. A programação é gratuita.

A diretora da BPE, Morgana Marcon, salienta que a realização da 2ª Feira Gibizeira vai
ampliar o trabalho que vem sendo feito, para movimentar o cenário dos quadrinhos no Estado
e atrair novos públicos para a nossa Biblioteca.

Guilherme Smee explica que a Gibizeira é uma feira de quadrinhos e humor gráfico que
tem como direcionamento dar destaque para a produção desse tipo de material,
principalmente aquele realizado no RS. “Nesta segunda edição, teremos representantes da Capital e de várias cidades do interior, além de participantes de outros estados, como Santa
Catarina, Paraná, Minas Gerais e São Paulo. É muito importante ver nosso esforço reconhecido
e respeitado pelos profissionais de fora do Estado”, salienta o curador do evento.

Sobre a Gibiteca BPE

A Gibiteca BPE foi criada pela Biblioteca Pública do Estado em novembro de 2021, com o
objetivo de oferecer aos jovens e adultos o acesso à leitura de quadrinhos.

O espaço vem crescendo e conquistando espaço na Biblioteca e na preferência dos
leitores − com consultas diárias e eventos mensais − envolvendo quadrinistas, editores,
desenhistas e profissionais de áreas afins, para discutir assuntos que envolvem a cultura POP e
o mercado de trabalho.

Com o crescimento da Gibiteca, foi criada uma mascote para aproximar o público leitor
de quadrinhos – que recebeu o nome de Teca – pelas mãos do ilustrador e quadrinista Thiago
Krening.

A instituição oferece um acervo de mais de 8 mil itens. As revistas em quadrinhos ficam
à disposição dos leitores, apenas para consulta local, na Gibiteca, primeiro piso da BPE.

O acervo é composto de mangás, quadrinhos de super-heróis — na maioria Marvel e DC
Comics, em coleções e números avulsos, e também séries mensais, especiais, graphic novels e
materiais em capa dura, gaúchos, nacionais e estrangeiros.

Sobre o curador da Feira Gibizeira

Guilherme “Smee” Sfredo Miorando nasceu em Erechim/RS em 1984. É doutorando em
Ciências da Comunicação e mestre em Memória Social e Bens Culturais. Especialista em
Imagem Publicitária e em Histórias em Quadrinhos. Graduado em Comunicação Social
Publicidade e Propaganda. Pesquisa quadrinhos e suas intersecções com gênero, bem como
outras aproximações da nona arte com elementos socioculturais. Já deu aula de quadrinhos,
trabalhou com design e venda de livros e publicidade. Foi fundador e fez parte do conselho
editorial da Não Editora. Participou de diversas coletâneas de contos, histórias em quadrinhos
e artigos acadêmicos, algumas delas organizadas pelo próprio Smee. Manteve por dez anos o
blog sobre quadrinhos splashpages.wordpress.com.

Sobre o convidado Especial

Gustavo Borges (Porto Alegre, 28 de junho de 1995) é um quadrinista brasileiro, autor das
webcomics “A Entediante Vida de Morte Crens” e “Edgar”. Gustavo também participou de
coletâneas como “Memórias do Mauricio” e “321 Fast Comics”, além de ter publicado graphic
novels, como “Pétalas” (com Cris Peter) e “Escolhas” (com Felipe Cagno), ambas financiados
por crowdfunding. Em 2015, Gustavo ganhou o Troféu HQ Mix na categoria Melhor publicação
independente de autor, pela primeira coletânea da tira “Edgar”, publicada de forma
independente no ano anterior. Seus últimos trabalhos em parceria com o roteirista Eric Peleias
tratam de amizade e superação, na série "Como fazer amigos e…", que já têm três volumes
produzidos. No exterior, Gustavo já lançou edições de “Pétalas” (em Portugal pela Kingpin, na
Polônia pela Timof, e nos Estados Unidos pela Boom! Studios) e participou da HQ norte-
americana “Amazing World of Gumball 2017 Grab Bag #1”, baseada na série de animação de
mesmo nome. Em outubro de 2018, publicou pelo selo Graphic MSP o quadrinho “Cebolinha:
Recuperação”. Em 2019, Gustavo foi indicado ao Eisner Award na categoria Best Publication
for Early Readers (up to age 8).

 

PROGRAMAÇÃO

SÁBADO, 24 DE SETEMBRO
PAINÉIS
13h30 – Cultura de Fãs: dos quadrinhos para além dos quadrinhos, com Adriana Amaral,
Larissa Becko, Annie Ruaro. Mediação de Claiton Silva.

14h45 – Quadrinhos e Literatura são a mesma coisa?, com Maria Clara Carneiro, Lielson Zeni e
Carlos Ferreira. Mediação de Vinicius Rodrigues.

16h – Quadrinhos e Críticos: como resenhar, como debater, como criticar, com Érico Assis,
Alexandre Linck, Maria Clara Carneiro e Ticiano Osório. Mediação de Augusto Paim.

DOMINGO, 25 DE SETEMBRO

PAINÉIS

13h30 – Fanzines e Formação do Leitor de Quadrinhos, com Paula Mastroberti, Denilson Reis
e Paulo Kobielski. Mediação de Priscila Moreira.

14h45 – Quadrinhos de quem não é gaúcho, com Aline Daka, Laura Mazzo, Katsuya Harada,
Gustavo Nascimento e Saraiva. Mediação de Fabiano Denardin.

16h – Conhecendo a coleção Graphic MSP, com Gustavo Borges. Mediação de Guilherme
Smee.

17h15 – Sandman e Neil Gaiman: das HQs para a TV, com Fabiano Denardin, Iriz Medeiros e
Annie Ruaro. Mediação de Christian Farias.

SÁBADO, 24 DE SETEMBRO

OFICINAS

 

13h30 Oficina de Criação de Personagens

Resumo: Nesta oficina de criação de personagens nós desenvolveremos as noções básicas do
desenho de figura humana, além de trabalhar a singularidade dos personagens, através da
criação de figurinos e diferentes tipos de expressões físicas e faciais. A oficina terá foco na
criação de personagens carismáticos e marcantes, para criação de histórias em quadrinhos e
livros ilustrados.

Ministrantes:  Leandro Cholant e Gior Castel

Duração da oficina: 3 horas

 Leandro Cholant é natural de de Porto Alegre – RS, é graduado em licenciatura em Artes
Visuais pela UFRGS e já participou de diversas exposições e publicações independentes. Atua
como pintor, quadrinista, ilustrador e professor de artes.

Gior Castel é natural de de Porto Alegre – RS, é graduada em licenciatura em Artes Visuais pela
UFRGS, atuando como artista, ilustradora e professora de artes no Ensino Fundamental Anos
Finais e Ensino Médio.

16h30 Oficina de Hachuras e Aquarela

Ministrante: Mireli Oliveira

Resumo: Vamos aprender a unir as duas técnicas, criando texturas com linhas, aquarela e
nanquim. Ideal para quem já fez aquarela básica, para quem tem curiosidade em conhecer as
técnicas e para quem quer fazer quadrinhos/ilustração com hachura e aquarela.
Faixa etária: todas as idades
Materiais necessários: caneta nanquim, à prova d’água, números 1.0 e 5.0
Tinta aquarela, papel para aquarela e pincéis

DOMINGO, 24 DE SETEMBRO

OFICINAS

13h30 Criação de Personagens Animais

Ministrante: João Gutkowski  
Duração: 1h
Resumo: Aprenda a criar personagens a partir da mistura entre anatomia humana e animal.
Público-alvo: infantojuvenil (7 a 14 anos)

17h30 Oficina de Histórias de Terror

ministrante: Gabriel Kolbe
Resumo: O curso é voltado para quem tem interesse na criação de histórias de terror em
qualquer mídia.
Faixa etária: a partir de 12 anos
Duração: 2h
Materiais necessários: material de escrita, lápis, caneta, borracha, papel

* Inscrições gratuitas para as oficinas através do e-mail agendamento.bpe@gmail.com.

EXPOSIÇÕES (Sábado e domingo)

“Mulheres Caídas”, por Aline Daka
“Mulheres Caídas” é um manifesto noturno e anárquico sobre as mulheres rebeldes na arte.
No formato de uma HQ experimental não linear, a publicação dá visibilidade ao tema da
ruptura, da desobediência e da liberação feminina, fazendo das ondas do feminismo um
vórtice oceânico como propulsão criadora. A obra pretende ser um dispositivo visual de
pensamento a nos provocar as sensações de desvio através da figura poética da mulher. Criada
pela artista gráfica Aline Daka, a poética experimental em quadrinhos “Mulheres Caídas” traz
questões urgentes da mulher em perspectivas transversais na arte, na literatura e na filosofia,
abordando temas como violência, identidade, memória, “artes menores” e visibilidade
feminina na história da arte. Referências da contracultura e do pop aparecem nos desenhos,
que abrangem desde o romance gótico até o movimento punk. A obra é toda desenhada de
modo fragmentário como uma bricolagem autoral e apresenta colagens citacionais de artistas
e escritoras góticas, beatniks, surrealistas e dadaístas. Mostra também o encontro de
personagens como Hilda Hilst, Sylvia Plath, Ana Cristina Cesar, Forough Farrokhzad, entre
outras figuras marginais ou anônimas, como as "meninas cuspideiras". A HQ foi concebida
originalmente como uma dissertação de mestrado em Educação, desafiando as convenções da
área com a má-educação das mulheres.

Aline Daka é uma artista que se dedica ao desenho, à ilustração, à produção de livros e à
escrita. É Formada em Artes Visuais pela UFRGS, também estudou na Faculdade de Belas Artes
da Universidade de Lisboa.  Atualmente ilustra a (n.t.) Revista Literária em Tradução e
curadora de seu Suplemento de Arte, e também trabalha em parceria com a Editora
Nephelibata e prepara projetos nas linguagens do desenho, do livro-de-artista e dos
quadrinhos.

Exposição Projetada: “50 Anos de Pioneirismo nos Quadrinhos: Profa. Dra. Sonia Bibe-
Luyten”

Sônia Maria Bibe Luyten é uma pesquisadora brasileira, especialista em histórias em
quadrinhos e na cultura pop do Japão. Tem 50 anos de profissão ligado às histórias em quadrinhos. Formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, trabalhou como tradutora
de tiras no Jornal da Tarde, através da Associated Press. É Mestre e Doutora pela Escola de
Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo em Ciências da Comunicação. É uma
pioneira no estudo de histórias em quadrinhos no Brasil, tendo começado a se dedicar ao tema
ainda nos anos 70. Doutora em Comunicação Social pela Universidade de São Paulo, ela
lecionou na própria USP e em outras instituições. Foi professora convidada da Universidade de
Estudos Estrangeiros de Osaka e Tóquio (1984-1990), professora da Universidade Real de
Utrecht (1993-1996) e professora convidada da Universidade de Poitiers (1998-1999). Em 2009
foi professora titular da Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC), de Juiz de Fora. Na
década de 70, fundou na USP o primeiro núcleo de estudos de mangá (quadrinho japonês) que
se tornou o embrião da Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações
(Abrademi), nessa época, fundou a revista Quadreca,[6] cuja quarta edição foi dedicada aos
mangás.[7] O artigo da Quadreca foi o primeiro do Brasil sobre mangá.Dirigiu dos anos 1970 a
1980 Troféu HQMix, a Gibiteca do Museu de Imprensa Júlio de Mesquita Filho, também na
USP. Entre os anos de 2000 e 2004, colaborou com o site Universo HQ, escrevendo as colunas
Quadrinhos pelo Mundo e Banca de Teses. Vencedora de dois troféus HQ Mix por sua
produção teórica, desde 2009 é integrante do comitê organizador do prêmio. A autora
escreveu prefácios nas seguintes obras: no Mangá Tropical (2003 -Via Lettera), Uma Biografia
Mangá: Osamu Tezuka de Toshio Ban (2003, Conrad Editora) e Mulheres de Yoshiriro Tatsumi
(2007 – Zarabatana Books). Em 2009, ao lado de Maurício Pestana da revista Raça Brasil, fez a
curadoria da exposição PICHA, dedicada às histórias em quadrinhos africanas.[11] no Museu
Afro-Brasileiro de São Paulo. Sonia foi casada com Joseph Luyten (1941-2006), um renomado
professor e pesquisador holandês, dedicado aos estudos da literatura de cordel. Atualmente é
presidente da Comissão de Teses do Troféu HQ Mix e membro da Associação de Pesquisadores
em Arte Sequencial (ASPAS).

***

SERVIÇO
O quê: 2ª Feira Gibizeira – Feira gráfica de quadrinhos
Quando: 24 e 25 de setembro, das 13h às 19h
Onde: Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul (Riachuelo, 1190, Centro Histórico de
Porto Alegre)

Entrada gratuita
Inscrições para as oficinas através do e-mail agendamento.bpe@gmail.com
Vagas limitadas

Atendimento à imprensa
Cláudia Antunes – Assessoria de imprensa – whats (51) 991919203 bpe.imprensa@gmail.com
Morgana Marcon – Direção – Tel. (51) 99987 8299

Site: http://www.bibliotecapublica.rs.gov.br
Facebook: https://www.facebook.com/bibliotecapublicadoestadors
Instagram: @bpe.rs

Realização
Secretaria de Estado da Cultura
Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul